sábado, 2 de junho de 2012

Teimoso Demais Para Perguntar Qual A Direção?

                                                                                                     Robert. J. Tamasy

Em sua opinião, quais as invenções que exerceram maior impacto na humanidade? Seria impossível compilar uma relação completa, mas certamente entre as mais significativas estariam inovações como a luz elétrica, o automóvel, o avião, as fibras sintéticas, o computador pessoal, a internet, o telefone celular. Você provavelmente pensará em muitas outras, uma ferramenta mais recente que eu acrescentaria à lista seria o sistema de posicionamento global (GPS).
Para pessoas com “deficiência direcional”, como eu, o GPS é uma dádiva. Se você me dissesse como chegar a um lugar dez vezes, provavelmente eu teria que perguntar-lhe uma décima primeira vez. Por qualquer razão, minha mente não retém informações lineares tais como chegar a um destino que eu não visito com frequência. Assim, possuir um GPS é de grande ajuda, principalmente quando em visita a uma cidade pouco conhecida.
Já se observou que muitos homens são particularmente relutantes quanto a pedir informações; eles se orgulham de poder chegar a um destino sem a ajuda de ninguém humana ou tecnológica. Para mim, porém, isso não faz muito sentido. Se o seu intento é chegar a um lugar por que não tentar conhecer a melhor e mais eficiente rota?
E se houvesse um GPS disponível para traçar a rota pelo território frequentemente duro e imprevisível da nossa vida diária? Qual a melhor carreira para mim? Será esta uma boa ocasião para trocar de emprego? Como podemos reinventar o nosso negócio a fim de chamar a atenção de um mercado em mudanças? Quando eu deveria fazer esse investimento? Onde está aquela pessoa-chave para a equipe que estamos procurando? Qual a melhor maneira de equilibrar vida pessoal e profissional? Como eu saio do débito?
Na verdade, já existe um “dispositivo” assim. Nós o conhecemos com o nome de Bíblia. Também podemos chamá-la de GPS - God's Positioning System (Sistema de Posicionamento de Deus). Deixe-me explicar: Confie no “navegador”. Quando usamos um GPS num carro, ele nos serve melhor quando confiamos nas informações para nos guiar ao nosso destino. Tempo e experiência me ensinaram que Deus quer ser o nosso navegador na travessia da vida. Anos atrás aprendi estes versículos, que têm servido como um lembrete constante: “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e Ele endireitará as suas veredas” (Provérbios 3:5-6).
Esteja disposto a mudar de direção. Quando usamos um GPS no carro, se fizermos uma conversão incorreta vamos ouvi-lo dizer: “recalculando”. Ele então vai revisar as informações para nos manter no rumo do nosso destino. De modo similar, se estivermos dispostos a confiar em Deus, Ele irá redirecionar a nossa vida, corrigir nossas decisões e ajustar nossos planos para nos capacitar a atingir nossas metas e objetivos, pessoal e profissionalmente. “Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos” (Provérbios 16:9).
Quando dirigimos um carro e confiamos em seu GPS há momentos em que perguntamos: “Esta direção está certa?” Geralmente, deixar de confiar no GPS e começar a confiar em nosso próprio julgamento e intuição ocorre quando estamos em dificuldade e nos sentimos perdidos, longe de onde queríamos estar. Por isso é importante confiar na sabedoria e orientação de Deus. “Porque sou Eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro” (Jeremias 29:11).

Reações:

0 postagens:

Postar um comentário

Deixe registrado aqui seu comentário!